programa de afiliados
Acesse a loja virtual
Home / Tratamento / Como tratar as unhas

Como tratar as unhas

As unhas, assim como os cabelos, são motivo de preocupação na hora da estética – principalmente feminina.

Unhas quebradas, lascadas, mal feitas, não combinam com uma aparência por vezes jovial, elegante não é mesmo?

tratamento de unhasMicoses então! Puxa, fora de cogitação….. tirar um sapato, calçar uma sandália e lá está aquela unha amarelada, esquisita que só falta gritar: “Socorro…fui atacada “!

Quais as causas desses problemas? Como tratar? Existem várias causas, mas vamos nos ater a uma delas:  desequilíbrio do fígado. Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, o fígado é um dos órgãos mais importantes do nosso corpo. Quando a sua energia está em desequilíbrio, vários sintomas aparecem, sendo que as unhas são um deles.

Então, pensando no fígado, é importante revisar e pensar a respeito de nossas emoções reprimidas (raiva, ira por exemplo) e nossos hábitos alimentares, principalmente.

Na Aromaterapia, podemos ajudar esse órgão , com o uso de compressas frias com óleos essenciais de limão, hortelã pimenta e alecrim (2  gotas de cada óleo essencial para cada 200 ml de água fria),  com sprays ou até com difusores pessoais, utilizando-se também esses 3 óleos.

No uso tópico, especificamente para as micoses, podemos fazer uma sinergia de óleo essencial de Tea Tree e Cravo Botões (50% de cada óleo) e pingar diretamente sobre a unha. (essa é uma das poucas exceções de uso puro dos óleos, ok?).

Já para unhas quebradiças, que tal utilizar uma pomada com óleo essencial de Vetiver? Como base, podemos usar manteiga de cacau ou karitê, óleo de palmiste e usar o óleo essencial de Vetiver na concentração de 3%. Fazer a pomada e utilizar duas vezes ao dia, sendo a última, à noite antes de deitar. Além de cutículas macias e perfeitas, as unhas ficarão fortes e bonitas.

Ah,  vale lembrar, que apesar das dicas e dos tratamentos indicados não terem contra-indicações, é sempre recomendável consultar-se um médico para o correto diagnóstico, ok?

POR : Renata M. Badin- Aromaterapeuta – CRTH-BR 0381

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

*